A casa como espaço público e privado no confinamento

Pelo seu testemunho, a história não dá saltos, todas as mudanças que ocorrem em nossas sociedades são processuais e carregam consigo momentos coexistentes. O novo existe ao lado do velho, do mesmo jeito que o velho já carregava o novo na mochila.Segundo o historiador Philippe Ariès, a divisão social dos espaços públicos e privados seContinuar lendo “A casa como espaço público e privado no confinamento”

Qual cidade você quer ocupar?

A pandemia, subitamente, nos forçou a ficar em casa. Imagens de grandes centros urbanos completamente desertos nos trouxeram estranhamento e perplexidade. Estamos todos tendo grandes dificuldades em lidar com a impossibilidade de ocupar e fazer uso dos espaços urbanos. Mas como vínhamos nos relacionando com a cidade nos últimos tempos? O psicanalista Giancarlo Ricci afirmaContinuar lendo “Qual cidade você quer ocupar?”

Novo normal?

Estão dizendo que o mundo vai mudar. Que o que já iria acontecer mais cedo ou mais tarde foi acelerado pelo coronavírus. Estão dizendo que escola nunca mais vai ser como antes, o futuro é online pra aprender e ensinar. O hibridismo é, talvez, a esperança de socialização tête-à-tête para os estudantes. Estão dizendo queContinuar lendo “Novo normal?”

Para que escola no confinamento?

-“Olha, mãe, é a Marcela!” Alegra-se o menino ao ver a professora na tela. Em seguida, aparecem o Mateus, o Gabriel, a Luiza e tantos outros colegas que ele não via há semanas. Assim começa a “aula ao vivo”, parte da experiência em ensino remoto na educação básica que, à exceção de experiências ainda muitoContinuar lendo “Para que escola no confinamento?”

Encontro e transmissão: carta aos professores*

Vivemos a era digital. As novas tecnologias modificam as relações dos sujeitos com o tempo e com o espaço. A internet introduz a ilusão de proximidade. Num clique, estamos aqui e lá. No ambiente virtual, as pessoas encontram seus pares e formam seus grupos, buscando o apoio e o fortalecimento das suas ideias pela viaContinuar lendo “Encontro e transmissão: carta aos professores*”